Amsterdam ~Seasons

Estivemos em Amsterdam na Holanda um lugar mágico cheio de tradição, histórias e liberdade.


Aconselho a todos que se puderem passem mais tempo do que apenas dois ou três dias como a maioria dos turistas fazem. Nós passamos 11 dias porque queria algo mais do que só conhecer alguns pontos turísticos e tirar fotos.

Queria adentrar na cultura, entender o povo e viver autênticas experiências holandesas. E foi o que fiz. Escolhemos ir pela companhia holandesa KLM num voo direto, por sinal uma ótima companhia com boas opções de alimentação e bastante opções de lazer através de centenas de filmes, shows, séries e música.

A chegada foi bem tranquila, mas o principal problema pra mim foi a recepção, por ser homem, estar viajando sozinho, com apenas uma mochila pequena (gosto de viajar leve e não ter que despachar malas) e ainda por cima com o equivalente a 100,00 euros por dia, além é claro de ter uma aparência indígena tive que passar por 4 entrevistas no aeroporto pra explicar porque estava visitando a Holanda.

Fora isso e alguns taxistas não-holandeses que sempre rodavam um pouco a mais para que se aumentasse o valor da corrida em 5,00 euros foram as únicas coisas negativas da minha viagem.

No mais percebi que o holandês é muito cordial principalmente quando precisei de algumas informações, mesmo pessoas desconhecidas paravam e abriam o googlemaps de seus celulares pra me ajudar quando eu me perdi alguns vezes lá.

Sim, isso aconteceu duas vezes, numa andando de bicicleta, me empolguei e sair cruzando a cidade feito um louco ou uma criança feliz da vida, até que percebi que quase todas as ruas são parecidas com seus prédios baixos e canais. Mas nada de desespero, algumas vezes foi difícil achar o caminho mas sempre conseguia.



Pontos turísticos

Eu recomendo visitar o que tiver a ver com você por exemplo eu visitei o museu da Heineken, cerveja que gosto muito, alguns parques, me emocionei no Museu Van Gogh por sentir a atmosfera de um grande gênio, o centro da cidade, e o tradicional passeio de barco. Além da experiência de viver Amsterdam sobre duas rodas.

Enfim, só programas que eu tinha vontade de conhecer e evitei aqueles que não tinha muito a ver comigo como Casa de Anne Frank, Red District ou Cafés onde se pode consumir maconha. Mas também aproveitei bastante pra relaxar no meu hotel o Mercure Amsterdam e conheci muitos pratos da culinária europeia, tendo o destaque do chocolate belga, um dos melhores do mundo e da cerveja Amstel, uma com detalhes azuis no rótulo que tem um gosto de mel. Haha até hoje tenho saudades dessa cerveja.



Recomendações

Se você for homem viajando sozinho leve toda documentação necessária, dinheiro suficiente, seguro viagem e comprovante de emprego, eu não levei esse último, por não ser necessário, mas ajudaria bastante, pra eles não pensarem que você pretende morar lá ilegalmente. No mais aproveite bastante sua viagem, e lembre-se embora cordiais, os holandeses preferem fazer amizades mais sólidas com quem conhece a língua nativa deles, então caso você vá emigrar pra lá, eu sugiro que aprenda a língua o quanto antes isso ajudará em sua adaptação mais rápido.

Não dá pra se alongar muito ou falar sobre todas as coisas legais que vivi lá, mas espero que esse artigo possa ajudar ou motivar você a conhecer essa cidade linda, sua cultura e seu povo. Um dia pretendo voltar principalmente pra conhecer outras cidades do interior, pois a busca pro assimilar e aprender sobre nosso mundo durará por toda minha vida.



~Eise a todos.









































Todas as fotos são protegidas pela lei do copyright a Ricardo Rangels, entretanto você pode usar essas imagens caso cite a fonte e poste um link pra esse espaço rngls.com

No comments:

Post a Comment

copyright © . all rights reserved. designed by Color and Code

grid layout coding by helpblogger.com